Select Menu

Mariologia Bíblica

Artigos

Maria no Culto

Iconografia

Maria nos Dogmas

Perpétuo Socorro

Orações Diversas

Po Polsku

Mês da Bíblia 2017

Tema e lema para o Mês da Bíblia 2017
Tema: para que n´Ele nossos povos tenham vida – Primeira Carta aos Tessalonicenses. 
Lema: Anunciar o Evangelho e doar a própria vida 
(cf. 1Ts 2, 8). 

mais sobre a Bíblia em www.mariologiapopular.blogspot.com


Como nasceu o Mês da Bíblia?
O Mês da Bíblia surgiu em 1971, por ocasião do cinquentenário da Arquidiocese de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foi levado adiante com a colaboração efetiva do Serviço de Animação Bíblica – Paulinas (SAB), até posteriormente ser assumido pela Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) e estender-se ao âmbito nacional.
Objetivos
– Contribuir para o desenvolvimento das diversas formas de presença da Bíblia, na ação evangelizadora da Igreja, no Brasil;
– Criar subsídios bíblicos nas diferentes formas de comunicação;
– Facilitar o diálogo criativo e transformador entre a Palavra, a pessoa e as comunidades.



41) 2012 Discípulos missionários a partir do evangelho de Marcos
42) 2013 Discípulos missionários a partir do Evangelho de Lucas – Lema: Alegrai-vos comigo, encontrei o que estava perdido (Lc 15)
43) 2014 Discípulos missionários a partir do Evangelho de Mateus – Lema: Ide, ensinai e fazei discípulos (cf. Mt 28,18-19)
44) 2015 Discípulos e Missionários a partir do Evangelho de João. – Lema: Permanecei no meu amor para dar muitos frutos. (Cf. Jo 15,8-9)
45) 2016 Para que n’Ele nossos povos tenham vida – Livro de Miquéias
46) 2017 Para que n’Ele nossos povos tenham vida – Primeira carta aos Tessalonicenses
47) 2018 Para que n’Ele nossos povos tenham vida – Livro da Sabedoria
48) 2019 Para que n’Ele nossos povos tenham vida – Primeira Carta de João
Louvamos e agradecemos a Deus por estes anos de compreensão, vivência e anúncio da Palavra de Deus. Deixemo-nos guiar pelo Espírito Santo para podermos cada vez mais amá-La (cf. Verbum Domini, 5).


Fundamentado na Primeira Carta de Paulo aos Tessalonicenses, o livro Texto-Base do Mês da Bíblia, ano de 2017, é inspirado no tema “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”. Seu lema, “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida” (1Ts 2,8), é bastante evocativo, guiado pelas autênticas experiências evangelizadoras do apóstolo. 

bp Grzegorz Ryś: Koronowana Służebnica (cz. 1) - Homilia

Pastor pregando sobre Maria

J&M Photography Poland Kąty 2017

Padre Zezinho - Agenor Duque

Padre Zezinho se pronuncia sobre Pastor Agenor Duque que zombou de Nossa Senhora

Em resposta Pastor Agenor Duque, Padre Zezinho, scj, usou sua página no Facebook para responder à polêmica com a imagem de Nossa Senhora. Leia seu pronunciamento na íntegra: 17.08.2017
Ecumenismo é o respeito que um crente em Deus tem pelos outros crentes, mesmo que não orem nem creiam do mesmo jeito. Basta-lhes saber que o outro ama o mesmo Deus e que Deus também ama os outros crentes. Neste sentido são irmãos de fé. E, espero, irmãos na caridade que Jesus nos ensinou a viver.
Tenho 76 anos e, pela sua atuação na TV, o pastor Agenor Duque está a menos tempo pregando a fé cristã! Também não conheço seus escritos e sua formação em filosofia, sociologia ou teologia. Realmente não sei qual é a sua vertente cristã!
Mas recentemente ele nos brindou com uma agressão totalmente desnecessária ao ridicularizar uma de nossas imagens de Maria. Temos muitas imagens dela através do mundo mostrando que a mãe de Jesus é mãe para negros, índios, europeus, esquimós, árabes, escravos e libertos, porque a vemos vestindo a dores, as vestes e as cruzes de quem sofre.
O pastor Duque também se veste de mendigo e supostamente quer dizer alguma coisa com aquelas vestes de quem sofre e não visa riqueza nem lucro!
Mas recentemente ele COMPAROU A IMAGEM DE NOSSA SENHORA APARECIDA COM UMA GARRAFA DE COCA-COLA, simbolicamente deixou cair a garrafa dizendo que aquela garrafa não ora, nem ouve, nem pode ajudar a sua plateia-assembleia! É claro que estava ridicularizando nossas imagens e símbolos e também nossa Bíblia, porque a nossa Bíblia e as Bíblias que imagina que ele usa também não falam porque são feitas de papel.
Quis dizer que é mais fiel a Jesus do que nós católicos porque ele não pede oração à mãe de Jesus nem acredita na intercessão dos santos do céu, embora ele mesmo na TV intercede por seus fiéis como santo pastor da terra que ele afirma ser! Quem ora pelo seus fiéis está intercedendo. Maria faz a mesma coisa no céu onde o Filho a levou. Ou será que o pastor acha que Jesus ainda não levou sua mãe para o céu???
1-Esse tipo de pregação ridicularizando Maria raramente dá certo. Até mesmo entre seus ouvintes e fiéis haverá crentes chocados com o desrespeito do pregador pela mãe de Jesus que entre católicos é representada em mais de 300 imagens através do mundo. Mas é a mesma mãe vestida de outras vestes, como o pastor Duque faz com seu terno, ou com sua túnica de saco!
2- Se um advogado católico quiser processa-lo por desprezo à religião e aos símbolos da outra igreja ele terá enorme dificuldade em provar que não agrediu a nossa fé.
3- Uma coisa é repercutir um vídeo de outra igreja e mostrar o que eles estão pregando; e outra coisa é vilipendiar um culto de outra igreja. Num caso é informação reproduzida da internet e outra é fazer uma pregação induzindo os fiéis da sua Igreja a agredirem a outra!
O pastor Agenor Duque, que se veste de mendigo humilde, nos ofendeu e chamou-nos de ignorantes porque ousamos representar Maria negra em veste azul.

Acho que ele não lembrou que ele também é uma imagem exótica, quando ele mesmo entra naquele palco vestido de mendigo para anunciar sua igreja!

Bibliografia